Dicas para se dar bem na paquera

Paquerar é uma coisa que todo mundo que está solteiro deve aproveitar para fazer. A grande vantagem em estar solteiro é poder aperfeiçoar as suas técnicas de conquista, ter romances e aproveitar as vantagens de uma vida descompromissada sentimentalmente. Mas, para se dar bem nesse setor, algumas dicas de paquera para solteiros podem ajudá-lo em muito a ter sucesso com os pretendentes mais disputados.

Os conquistadores natos sabem como ninguém as diversas formas e mais eficientes maneiras de flerte. Usar uma boa técnica de paquera pode ser fundamental para obter um bom resultado. As dicas são fundamentais porque o momento da conquista é mais do que importante, não podendo ser deixado de lado na hora de seduzir o pretendente. Se você queima essa fase, corre sérios riscos de não obter sucesso em sua empreitada.

A paquera permite a você saber muito sobre o pretendente antes mesmo de chegar nele, pois o seu olhar, jeito como está sentado e se movimenta diz muito sobre ele, o que vai ser valioso para o momento da abordagem.

Como ter sucesso da na hora da paquera?

Não desista de um pretendente só porque ele parece difícil. Em geral, as mulheres que se passam por difíceis apenas são inseguras e querem ter certeza do seu interesse antes de dar mole. No caso dos homens, pode ser apenas para fazer um charme, também como forma de confirmar o interesse.

– Paquere no trabalho, na faculdade, não espere a balada para fazer isso; ao longo do flerte, crie tensão sexual, química, atração física e/ou intelectual.

– Mostre-se um pretendente atraente, converse com outras pessoas, não fique apenas vidrado nele, ter uma vida social e ser carismático é uma forma de envolver o sexo oposto.

– Olhe bem no fundo dos olhos da gata quando paquerar ela; use outros elementos da linguagem corporal, como sorriso, mexa no cabelo, levante a sobrancelha, volte o seu tronco a ela, etc.

– Não paquere pessoas acompanhadas, isso pode ser apenas perda de tempo e você pode acabar se dando mal; Não paquere duas pessoas ao mesmo tempo, só se você souber fazer isso sem que uma perceba que você está flertando com outros, caso contrário, pode ficar sem ninguém.

– Observe o pretendente enquanto o paquera, seu jeito de agir, que estilo ele faz, etc; não tenha pressa, a paquera exige calma e tranquilidade, nem sempre a conquista acontece no mesmo dia que inicia o flerte.

– Não tenha medo e nem seja tímido na hora de paquerar, se tiver esse receio, comece a trabalhar a sua timidez para que não atrapalhe as suas conquistas. Às vezes, a melhor conquista é aquela que é alcançada depois de muita paquera, pois gera tensão sexual.

– Se você é novo no ramo da paquera, paquere bastante, não apenas as mulheres com quem você deseja muito ficar, isso lhe dará experiência; desenvolva a sua cara de pau, ela é sempre útil na hora da conquista.

– Nem sempre uma paquera leva ao sucesso da conquista, não desanime, não se pode ganhar todas; Paquerar é uma técnica que se aperfeiçoa com a experiência; Observe outras pessoas que você sabe que se dão bem na paquera e aprenda com eles.

7 Dicas para se dar bem na paquera?

  1. Comece investindo em sua autoconfiança e autoestima. A maneira que você se vê é que vai determinar a maneira que os outros o vêm. É importante também definir melhor que tipo de pessoa você quer e o que você quer fazer com ela. Seja coerente: frequente lugares onde provavelmente ela está. Nesses ambientes, você precisa passar o radar. Fique atento às possibilidades. Veja quem lhe interessa. Não seja tão perfeccionista, tampouco fique com qualquer um.
  2. Quando encontrar um bom pretendente, alguém que você realmente esteja a fim, seja claro quanto suas intenções, demonstre seu interesse. Tente estabelecer o contato através do seu olhar. Olhe aos poucos. Não tem nada a ver fuzilar insistentemente uma pessoa com o seu olhar. Seja sutil. Você pode tentar criar uma atmosfera de mistério e brincadeira. A paquera é uma dança de interesses. Olhe, mas, prepare o caminho para ser olhado. Tenha bom humor. Busque o equilíbrio entre ficar na sua e ficar na do outro.
  3. Você precisa ficar atento aos sinais. Observe o gestual, a posição do corpo, o olhar do pretendente. Não comece a conversar antes de sentir-se autorizado para isto. Assim você evita tomar um fora. Cuidado para não repetir o repertório. Se já estiver estabelecido um bom contato de olhos, use outra linguagem. Quebre o gelo: sorria, cumprimente, aproxime-se, ofereça uma bebida.
  4. Outra boa maneira de se aproximar é tratar bem a outra pessoa, prestando atenção nas respostas dela. Se o pretendente não lhe retribui, experimente afastar-se um pouco e observá-lo de longe. Ameace retirar-se. Quem sabe assim ele se manifeste. Quando se aproximar, o que falar? Se o contato não verbal já é simpático, o caminho está aberto para se iniciar a conversa. Você não precisa ser poeta ou escritor e só falar coisas interessantes. Você pode falar de algo que esteja acontecendo, fazer um elogio sincero, você pode fazer alguma pergunta ou um comentário.
  5. E se faltar assunto? Não se preocupe, dê um tempo. O silêncio também faz parte. No começo o papo é mais frio. Afinal de contas vocês mal se conhecem. Tenha paciência até esquentar o papo. Tome o cuidado de não reclamar. É muito desagradável conhecer alguém que fica reclamando da vida. Fale de coisas agradáveis. Fale bem de si mesmo. Também fique atenta, porque é fundamental saber escutar. Mostre o seu interesse pelo outro. Olhe nos olhos. Coloque uma boa intenção na sua cara. Evite ser tão sério. Tempere um pouco o papo. Use um pouco de malícia. Seja ousado. Mas tome o cuidado para não exagerar na dose.
  6. No aperto de mão seja firme e suave ao mesmo tempo. Fale o seu nome olhando nos olhos. Sempre a voz grave é mais sensual. Treine em casa todas as variações de voz que você consegue. Sua higiene pessoal é muito importante, bem como a roupa e o corte de cabelo. A embalagem não é tudo, mas ajuda.
  7. Se você gostou da figura, tente não perdê-la de vista, trocando o telefone, etc. Se não gostou, saia de fininho. Não é preciso fazer média, somente seja educado. É mais fácil hoje em dia é ir direto para o sexo. Mas se você estrategicamente criar outras pontes de comunicação, buscando as afinidades, terá mais chance de continuar o relacionamento mesmo depois de “consumado o fato”.

Especial para os homens: evite apostar nas cantadas baratas, porque isso apenas fará a pretendente rir, mas não passará disso. Seja adulto e fale sobre assuntos interessantes, se mostrando alguém com conteúdo e interessante. Inicie a conversa de forma natural, mesmo que a pretendente já saiba exatamente quais são suas intenções. Faça elogios, mas tome cuidado para não exagerar e parecer muito forçado.

Não adianta se forçar a ser um príncipe encantado. Não tenha medo, mesmo que sua pretendente pareça ser a mulher mais cobiçada do local. Geralmente, as mais bonitas costumam ser as que ficam mais sozinhas, porque os homens têm medo de se aproximar delas.

Especial para as mulheres: aposte na objetividade. Chega certo momento que apenas trocar olhares não é suficiente para garantir o sucesso da paquera. Agindo assim, você pode acabar até espantando o pretendente, especialmente se ele for muito tímido.

Ele pode entender errado as suas investidas com olhares e até aquela piscada com segundas intenções. Dê indícios mais claros do interesse, como lançar um olhar sedutor e ir até o bar, esperando pela companhia dele. Após a aproximação, não se faça de boba, evite ficar rindo de tudo o que ele diz. Isso pode soar muito falso e forçado. Se prepare para manter uma conversa, fugindo das futilidades.

Por fim, vale conferir os principais erros que as pessoas cometem na tentativa de conquistar um amor para saber como evitá-los e se dar bem na abordagem.

Artigos relacionados:

Deixe um Comentário